• obefoftalmologia

Aproveite as férias para examinar a visão de seu filho

A deficiência visual na infância, interfere no desenvolvimento motor, cognitivo e emocional ao limitar o número de experiência e informações (1).

Quando uma criança é examinada antes dos 7 anos, os resultados da detecção de alterações oculares e intervenções precoces, são melhores do que quando realizadas tardiamente, após o período de desenvolvimento visual. (2;3)

Sabe-se que aproximadamente 15,0% das crianças em idade escolar necessitam uso de correção óptica, em torno de 4,0% são amblíopes e 25,0% necessitam algum atendimento oftalmológico, porém, parcela razoável das dificuldades visuais das crianças passam despercebidas por desconhecimento, ausência de sinais e/ou queixas. (4)



No Brasil, o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) propugnou o exame de todo escolar ao ingressar no ensino fundamental, ou seja, aos 7 anos 4.
Ainda, recomendou que toda criança que apresente sinal ou sintoma de alteração ocular ou história familiar de problemas oculares, seja examinada o mais precocemente possível.

As mães podem fazer um teste em casa com crianças pequenas (por volta de 6 meses de idade).

Prefira fazer esse teste quando a criança não estiver cansada, com sono ou com fome.

Sente-se com ela no chão e coloque objetos, brinquedos que ela mais gosta em volta da área que vocês estão. Em diferentes distâncias, isto é, uns mais perto de vocês outros um pouco mais afastados.

Primeiro feche o olhinho direito com um tampão, que pode ser comprado pronto nas farmácias.

A criança no início irá querer retirar o tampão, mas não deixe; fale com ela mostre os objetos e brinquedos em volta; peça para ela pegar um específico (exemplo: pegue o carrinho para a mamãe).

Observe a criança: se ela pega objetos, se os analisa; se interage; usando apenas a visão de um olho.

Após 5 minutos, retire o tampão do olho direito e feche o olho esquerdo. Novamente observe a criança: se ela pega outros objetos, se os analisa; se interage.

Caso a criança não tenha tido a mesma reação com cada olho, isto é, fechando o olho direito ela conseguiu brincar e fechando o olho esquerdo ela não teve nenhuma atitude a não ser querer tirar o tampão e chorar; procure seu oftalmologista para exame oftalmológico, pois, as pessoas que enxergam com cada olho, devem ter a mesma reação.

Quando a criança souber informar com palavras o que está vendo, pode ser feito o teste durante um passeio, por exemplo, no parque ou shopping center. Tampe um olho observe e questione o que ela vê, depois tampe o outro e novamente observe e questione os objetos ao redor. Se perceber alguma reação diferente procure seu oftalmologista.

Os oftalmologistas são responsáveis pela saúde ocular da população, e examinam pessoas de qualquer idade, mesmo bebês.



Referências: Resnikoff S; Pascolini D; Mariotti SP. Global Magnitude of visual impairment caused by uncorrected refractive erros in 2004. Bull World Health Organ. 2008;86(01):63-70

Haddad,MAO; Sampaio MW. O Desenvolvimento Visual.In Haddad,MAO; Siaulys MOC; Sampaio MW: Baixa Visão na Infância- guia prático de atenção oftalmológica.

Gráfica&Bureau Laramara;São Paulo, 2011:23-27.

Catalano RA;Nelson LB. Pediatric Ophthalmology. Norwalk:Appleton&Lange;1994 Kara-José N, Alves MRA. Manual de Orientação ao professor. Campanha Nacional de Reabilitação Visual “Olho no Olho”, 2001. MEC/FNDE São Paulo, 2002.

Autoria: Dr. Newton Kara José e Regina de Souza Carvalho

11 visualizações

Av. Arouca, 791 - Centro, Passos - MG, 37900-152

Agende sua consulta: 

(35) 3522-6537

(35) 3521-6888