• obefoftalmologia

Diabetes é um fator de risco para Glaucoma.



Embora não existam formas conhecidas de prevenir o glaucoma, a cegueira ou perda significativa da visão pelo glaucoma pode ser evitada se a doença for reconhecida nos estágios iniciais.

Em sua forma mais prevalente - glaucoma primário de ângulo aberto - a perda de visão é silenciosa, lenta e progressiva.

Geralmente afeta a visão lateral primeiro (visão periférica) e à medida que progride, a visão central é perdida.

O diabetes é um fator de risco para o #Glaucoma.

Assim como é importante controlar o açúcar no sangue, a pressão arterial e o colesterol para a saúde geral, é importante controlar esses fatores para a saúde dos olhos.

Além do controle da glicose, os diabéticos devem manter um acompanhamento oftalmológico rigoroso, já que o #diabetes é um fator de risco para doenças oculares graves, como o glaucoma e a Retinopatia Diabética.




Glaucoma primário de ângulo aberto:


O diabetes tipo 2 é um fator de risco para o glaucoma primário de ângulo aberto.

Isto foi demonstrado por grandes estudos epidemiológicos, incluindo o Los Angeles Latino Eye Study e o Blue Mountains eye study na Austrália.

Pacientes com diabetes tipo 2, devem ser encaminhados a um oftalmologista no momento do diagnóstico para avaliar sinais de retinopatia diabética, uma doença na qual o açúcar elevado no sangue danifica os vasos sanguíneos da retina.

Além disso, o paciente diabético deve ter um exame anual para detectar sinais de glaucoma precocemente.

Em pacientes diabéticos que apresentam glaucoma primário de ângulo aberto, a doença é tratada da mesma maneira que em pacientes não diabéticos, diminuindo a pressão ocular com medicamentos , laser e cirurgia, se necessário.


Glaucoma Neovascular


O glaucoma do tipo neovascular é outro tipo de glaucoma para o qual os pacientes diabéticos correm maior risco.

Nesse tipo de glaucoma, os pacientes geralmente apresentam uma forma grave de retinopatia diabética, na qual novos vasos exibem um crescimento anormal.

Esses novos vasos crescem sobre a íris e sobre o ângulo de drenagem , causando formação de cicatriz e uma forma de glaucoma de ângulo fechado.

O plano de tratamento inclui o tratamento da retinopatia diabética, geralmente por um laser aplicado na retina e injeções de medicamentos.

Ambos os tratamentos destinam-se a impedir o crescimento destes novos vasos anormais.

No entanto, mesmo que esses vasos “regridam”, o ângulo de drenagem pode estar tão comprometido que a pressão ocular é descontrolada mesmo com colírios.

Infelizmente, os tratamentos a laser, como SLT, não podem ser realizados nestes ângulos fechados, por isso, às vezes, os pacientes precisarão de cirurgia para gerenciar o glaucoma neovascular.



Visão periférica comprometida pelo Glaucoma.

Glaucoma Induzido por Esteroide

O terceiro tipo de glaucoma frequentemente associado ao diabetes é o glaucoma induzido por esteroides.

Este é um glaucoma secundário de ângulo aberto que é causado por colírios esteroides ou injeções.

Pacientes com diabetes podem desenvolver "edema macular diabético", que é quando o açúcar no sangue danifica os vasos da retina, fazendo com que vazem fluido.

O líquido se acumula na retina, o que pode causar perda de visão.

Os tratamentos incluem laser aplicado à retina, injeções de medicamentos destinados a impedir o crescimento anormal dos vasos sanguíneos e injeções de esteroides.

Esta última categoria pode causar glaucoma induzido por esteroides, exigindo colírios , laser para o sistema de drenagem ou cirurgia , como um dispositivo de drenagem de glaucoma, para diminuir a pressão ocular.

Seu oftalmologista irá discutir com você a melhor opção para o seu caso.


Outros fatores de risco:


Certos fatores podem aumentar o risco de um indivíduo desenvolver glaucoma, incluindo:


História familiar : Indivíduos com um pai ou irmão com glaucoma têm um risco nove vezes maior de desenvolver a doença, de acordo com um estudo .


Idade avançada : À medida que as pessoas envelhecem, o risco de glaucoma aumenta.

Recomenda-se exames oftalmológicos abrangentes e regulares aos 40 anos.


Herança africana, hispânica ou asiática : As pessoas de herança africana e hispânica têm três vezes mais probabilidade de ter a forma mais comum de glaucoma do que os caucasianos.

Pessoas de ascendência asiática correm maior risco de desenvolver uma forma súbita e aguda de glaucoma, conhecida como glaucoma de ângulo fechado .


Miopia : As pessoas que são míopes têm maior probabilidade de ter glaucoma.

Um estudo descobriu que quanto mais severa a miopia, maior o risco de glaucoma.


Fontes:


American Academy of Ophthalmology.


California Academy of Eye Physicians and Surgeons.


Harvard Eye Associates.


6 visualizações

Av. Arouca, 791 - Centro, Passos - MG, 37900-152

Agende sua consulta: 

(35) 3522-6537

(35) 3521-6888