Oftalmologista alerta: miopia pode levar à cegueira

A importância da saúde visual da criança e o crescimento "gigante" dos casos da miopia fazem parte das atenções e preocupações dos oftalmologistas brasileiros.

Olhar para isto é fundamental. Todos podem ter engajamento e gerar oportunidades de mudar este cenário. Imagine seis habitantes do mundo. Imaginou? De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), duas pessoas serão míopes em 2021. Agora realize uma viagem no tempo rumo ao futuro e vamos para 2050. A realidade prevista será de cinco pessoas míopes em cada grupo de 10 habitantes no Planeta.

Alerta A conhecida frase “quem sabe faz a hora, não espera acontecer” permite agir no presente e mudar o quê possa estar no horizonte. A importância da saúde visual da criança e o crescimento “gigante” dos casos da miopia fazem parte das atenções e preocupações dos oftalmologistas brasileiros. Olhar para isto é fundamental. Todos podem ter engajamento e gerar oportunidades de mudar este cenário. Uma atitude prática está no alerta permanente sobre a importância do controle da miopia e saúde ocular, uma campanha da SOBLEC - Sociedade Brasileira de Lentes de Contato, Córnea e Refratometria.


A iniciativa conta com o apoio do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), Sociedade Brasileira Oftalmologia Pediátrica (SBOP), Sociedade Brasileira de Visão Subnormal (SBVSN), Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV), Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Prática Para viabilizar a campanha, a SOBLEC está promovendo em todos os estados, entrevistas com pessoas das mais variadas profissões e idades que desempenham papel relevante na sociedade, com habilidade de influenciar e engajar positivamente o público ao compartilhar experiências e opiniões. A iniciativa tem caráter de utilidade pública e envolve todas as regionais da SOBLEC, visando a um alcance mais abrangente do público-alvo. As entrevistas serão veiculadas em 2021 e 2022 pelas redes sociais (Instagram, Facebook, YouTube). A miopia A miopia se caracteriza pela dificuldade de enxergar de longe e dependendo do grau de progressão pode evoluir para outras patologias como catarata, glaucoma e deslocamento de retina. A doença é relativamente simples, se leve ou moderada, mas quadros graves estão associados a um risco de descolamento da retina, catarata precoce, degeneração macular e glaucoma. Estudos especializados mostram que, além da predisposição genética e o aumento do tempo gasto em ambientes fechados, a miopia está avançando entre crianças e adolescentes por conta das muitas horas com os olhos grudados em telas digitais. O diagnóstico da miopia é de responsabilidade do médico oftalmologista, único profissional habilitado para prescrição do tratamento mais adequado a cada paciente. Entre as opções de tratamento e terapias estão: o uso de colírios de atropina com dosagens mínimas e rigoroso controle, e a utilização de óculos com lentes bifocais e de lentes de contatos. Somado a isso, tem a chamada Ortoceratologia, onde lentes de contato são usadas durante a noite. O paciente dorme de lentes e, ao acordar, retira e tem uma visão nítida durante o dia.

Fonte: SEGS - Bebel Ritzmann